Cultura

"Desapego", de Inês Pargana

De 8 de outubro a 26 de novembro de 2022, o Museu Municipal de Espinho irá acolher uma exposição de pintura de Inês Pargana.

Inês Pargana pinta histórias por construir, personagens que ganham vida através da imaginação, construções realizadas em conjunto com a comunidade de seguidores no Instagram.
As mulheres de "Desapego” não são frias nem egoístas. Não são desinteressadas nem desvinculadas. Não se crê que sejam budistas e muito menos taoístas. São mulheres com histórias:
A Astrid apanhou uma ratazana no baile e a festa pôde continuar noite dentro. A Fabiana e a Tatiana não resistem à tremenda fofoquice sobre a Fernanda. Ninguém poderia imaginar, mas a Fernanda dorme na cama com o RonRon, o seu tigre de estimação e mandou tatuar o seu retrato no interior da coxa direita. Apesar do gato saber guinchar como um rato, a Vera não deixou de o estrafegar e beijocar. Lygia dança solitária com Marie. Nunca ouviu "antes só que mal acompanhada” (mas não deixa de aparecer no baile). A Menina Blanche nasceu num palácio que não consegue sustentar. Apesar dos seus vestidos de marca, é ela quem faz a faxina dia e noite, sem parar. Úrsula não é pequena… é menor. Gosta de polvo à galega. Não perde um baile … mas esta ratazana tirou-lhe a vontade toda de dançar. O Ovo já é pinto e esconde-se atrás da sua protectora mãe galinha.