História

O Museu Municipal de Espinho, instalado na antiga fábrica de conservas Brandão, Gomes & C.ª, atual Fórum de Arte e Cultura de Espinho, foi criado para albergar as coleções provenientes da antiga fábrica de conservas Brandão, Gomes & C.ª, arte-xávega, coleções relacionadas com a atividade e tradição balnear, e coleções arqueológicas, históricas, artísticas, etnográficas, documentais e imagéticas decorrentes de um território com uma forte vocação marítima e rural.

No dia 8 de Abril de 2009 é constituído o Museu Municipal de Espinho, por Ata nº. 7 da Câmara Municipal, como "algo mais do que um mero museu estático adstrito a uma mera exposição ou temática permanentes, mas antes como uma estrutura dinâmica que possibilite aos serviços de história, arqueologia e arquivo do Município dar a conhecer o vasto acervo informativo e documental de que dispõem, bem como organizar iniciativas, projetos e exposições de interesse geral ou local.” Foi inaugurado no dia 16 de Junho de 2009.